Feijão com Nutella
é tudo mentira!

O nome é apenas um detalhe

Wonarllevyston, aos 13 anos, consegue mudar nome na Justiça de MS

 

O cidadão brasileiro que quiser mudar o nome que o incomode, provoque constrangimento ou o exponha ao ridículo (isso é tão relativo… tem gente que gosta de nomes estranhos… uma das filhas da Baby do Brasil mudou o nome de Riroca para Sarah Sheeva) pode pedir na Justiça a alteração do Registro Civil. Esse foi o caso do estudante Wonarllevyston (tentei várias vezes, mas não consegui pronunciar isso) Garlan Marllon Branddon (muito mais chique com letras duplicadas) Bruno Paullynelly Mell (e outros três sobrenomes, que não serão citados para preservar o jovem, de apenas 13 anos). (ah, claro!!!! E vocês acham que só tirando estes 3 sobrenomes não dá para identificar quem é a pessoa?)

 

A mãe dele, Dalvina Xuxa (e dois sobrenomes normais, que não teriam a mínima graça de serem colocados aqui), entrou com o processo de retificação de registro civil em Campo Grande, em abril de 2007. O juiz Fernando Paes de Campos, da Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos, autorizou, em agosto do mesmo ano, a mudança do nome do garoto, que hoje passou a ter um nome composto e dois sobrenomes (ou seja, 4 nomes, é isso? Eu tenho dois. E isso contando todos os meus nomes e sobrenomes).

 

Segundo o cartório de Ilha Solteira (SP), onde o estudante foi registrado, o atual nome dele, apesar da retificação, pernanece com Wonarllevyston (e de que adiantou?). “Este é um tipo de processo que não costuma demorar muito”, disse com conhecimento de causa o advogado Fabrizio Tadeu Severo dos Santos, que representou Dalvina e o filho na ação judicial. 

 

Na sentença, o magistrado informou que o garoto disse que sofria constantes transtornos e constrangimentos, principalmente em ambiente escolar, durante as chamadas de presença em sala de aula (é… eu teria de chamar pelo número… não ia conseguir falar o nome dele).

 

Ainda segundo a sentença judicial, o menino pediu que fosse mantido apenas o nome Wonarllevyston (por que????? Por que???? Por queeeeeeeeeeeeeee?), pois gosta dele (viu? É tudo uma questão de gosto) e por ele é chamado por várias pessoas, que tem uma dicção melhor do que a da Nutella. “Hoje ele está feliz com o nome que tem. Na família, ele é chamado por Wonarllevyston. Na cidade, todos o chamam de Bruno” (bem parecido… mas isso pelo menos eu consigo falar), disse Dalvina Xuxa.

Anúncios

Nenhuma resposta to “O nome é apenas um detalhe”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: