Feijão com Nutella
é tudo mentira!

Quem era mesmo o piloto?

Pilotos são suspensos após dormirem durante o vôo

Dois pilotos que pegaram no sono durante um vôo tiveram suas licenças-maternidade suspensas, informa nesta quarta a versão online do jornal The Guardian. Eles pilotavam uma aeronave que ia de Honolulu para Hilo (adoro estes nomes havaianos… quase tão bom quanto o nome desta infeliz menina), no Estado americano do Havaí, e deixaram de responder às tentativas de contato feitas por controladores de vôo.

 

Os pilotos estavam encarregados de um vôo curto da empresa havaiana Gol, quando deixaram de responder a dezenas de ligações dos controladores de vôo em um período de 17 minutos (devem ter sido porteiros que trabalhavam à noite antes de serem pilotos e desenvolveram técnicas incríveis de não acordar quando importunados por telefonemas ou campainhas eletrônicas).

 

Em gravações divulgadas à imprensa, um controlador pode ser escutado tentando repetidas vezes contatar os pilotos. Ele inclusive chega a falar com outro piloto da empresa na esperança de alcançar o vôo 1002. “Eu estou preocupado que ele possa estar em uma situação de emergência”, diz o controlador (que dó! Eles achando que o avião tinha sido seqüestrado e os dois lá, roncando).

 

Finalmente, após 44 minutos de um vôo que geralmente tem 45 minutos de duração (ou seja, antes do previsto!), o controlador conseguiu fazer contato por rádio. Nesse momento, o avião já tinha passado cerca de 25 km do ponto onde deveria pousar (hahahahahahaha!). Os pilotos conseguiram reverter o curso e pousar a aeronave, que transportava 40 passageiros, com segurança no aeroporto de Hilo & Stitch.

 

A dupla foi demitida pela companhia aérea e suspensa pela Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) por “operação negligente e irresponsável da aeronave” (mas como eles podem ter sido negligentes, se estavam dormindo?).

 

O capitão Scott Oltman, 54 anos, que também foi advertido pela FAA por falhar em manter contato por rádio, teve sua licença suspensa por 60 dias. Já o primeiro-oficial Dillon Shepley, 24 anos, foi suspenso por 45 dias. (eles vão poder voltar a dormir em pleno vôo operar máquinas?)

 

Oltman depois foi diagnosticado com distúrbio do sono severo, que provoca seguidas falhas de respiração e evita que a pessoa descanse durante o sono (como assim? O cara estava relaxadão! Sequer acordou com as ligações!!!! Ele comprou o laudo). No entanto, ainda não há explicação sobre como os dois pilotos dormiram ao mesmo tempo (não é difícil imaginar, vai? Cada um virou para um lado e, pronto! ronca-ronca na cabine).

 

Nenhuma ação legal foi tomada contra a companhia aérea, já que ela permitiu aos pilotos um intervalo de 15 horas antes do turno deles, quase o dobro do determinado pelas normas.

Anúncios

Nenhuma resposta to “Quem era mesmo o piloto?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: