Feijão com Nutella
é tudo mentira!

Antidepressivo e o orgasmo

Britânica de 24 anos diz ter 200 orgasmos por dia

 

 

A britânica Sarah Carmen, de 24 anos, afirmou ao jornal “News of the World” que costuma ter até 200 orgasmos por dia (hahahaha! Esse fato já é bizarro, agora contar os orgasmos é ainda pior!). Sarah diz ficar excitada com praticamente tudo: o balançar dos trilhos do trem (isso me dá sono), o vibrar de um secador de cabelos, o ritmo de uma máquina de xerox… Tudo faz ela chegar lá (que mulher prática, não?).

 

Durante uma entrevista de 40 minutos, ela teve cinco orgasmos, segundo o jornal britânico (mas por quê? O jornalista era muito sexy ou ficava balançando a cadeira dela?). Isso porque falar de sexo também faz a moça ver estrelas (ah, por isso!).

 

Sarah sofre de uma doença chamada síndrome da excitação sexual permanente (permanente = fudeu!), que faz com que os órgãos sexuais tenham um fluxo sanguíneo maior do que o normal.

 

“Às vezes eu faço tanto sexo para tentar me acalmar que fico entediada”, diz ela. “Os homens com quem eu durmo não fazem muito esforço porque chego ao clímax muito facilmente.” (mas para eles deve ser bom, não?? Perfeito para casar com quem tem ejaculação precoce: é rápido para os dois!)

 

A moça desenvolveu a síndrome após um médico receitar a ela antidepressivos, quando tinha 19 anos. (ah, fala sério! Que antidepressivo era esse?? “Orgasmozol – tenha orgasmos e seja feliz”. E eu que achei que este tipo de remédio diminuía a libido… ledo engano) “Em poucas semanas eu comecei a ficar mais e mais excitada por mais e mais tempo e simplesmente passei a ter mais e mais orgasmos múltiplos”, afirma. “Isso começou na cama, em que as sessões de sexo duravam um tempão e meu namorado ficava atônito de ver quantas vezes eu chegava ao orgasmo, mesmo ele já dormindo.”

 

Depois, segundo ela, o clímax chegava após o sexo, quando ela pensava nas coisas que tinha feito na cama. “Em seis meses, eu já estava tendo 150 orgasmos ao dia – e eles chegam a 200.” (nossa, isso é bem bizarro)

 

Ela e o namorado romperam (o cara não deu conta do recado!! hahaha), e novos parceiros suaram (literalmente) para dar conta da demanda. “Geralmente me preparo para ter quantos orgasmos eu puder, porque só aí posso ter um pouco de paz”, diz. (não entendi essa frase, mas segue a história….)

 

Sarah é esteticista e trabalha em salões cheios de secadores de cabelo e aparatos de tratamento de pele (até os aparatos de tratamento de pele?) que causam problemas a ela. Quando começa a tossir (a tosse é mesmo sempre usada pra disfarçar alguma coisa.. mas orgasmo eu não sabia) e corre para o banheiro, as colegas já sabem o que fazer: oferecer um chá ou uma revista às clientes dela (mas ela podia então mudar de profissão, não? Tipo, ser guarda de cemitério. Lá deve ser uma paz, sem barulho, sem tremedeira, sem nada!). “Às vezes, eu queria ter apenas uma vida normal.”

 

As mulheres que sofrem da síndrome de Sarah (a doença tem este nome? Chique, não?) sentem constantemente as contrações rítmicas musculares que o orgasmo provoca. A doença é tão rara que alguns especialistas já zombaram dela. (mancada…. )

 

Até hoje, nenhuma explicação científica satisfatória foi dada (então é mesmo muito rara), mas acredita-se que a causa seja alguma inflamação ou infecção na área pélvica que estimula os nervos do clitóris (e isso é causado por antidepressivos? Não faz sentido). Há psiquiatras que acreditam que a síndrome seja um sintoma de alguma crise emocional – como se um coração partido se expressasse por meio de sensibilidade genital. (hahahahahahaha)

 

De qualquer forma, os médicos afirmam que quem é portador da síndrome da excitação sexual permanente sofre tanto fisicamente quanto psicologicamente – e precisa de ajuda médica. (imagino… acho que precisam de antidepressivos, não?)

Anúncios

Uma resposta to “Antidepressivo e o orgasmo”

  1. tenho mais de maneira chara com os dedos tem alguns remedio
    me ajude obrigada…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: