Feijão com Nutella
é tudo mentira!

A moda das leis bizarras

Leis bizarras criam “verão das proibições” na Itália

 

Com maior poder e autonomia (poder + autonomia = perigo) para garantir a segurança pública (notem: segurança pública! Tenham isso em mente) em suas cidades, os prefeitos italianos deram asas à imaginação aprovando normas polêmicas como a proibição de construir castelos de areia na praia (buracos eu até entendo, porque as pessoas podem cair lá dentro, as paredes podem ceder e a pessoa pode morrer (dramática, não?), mas castelos? Sob qual alegação? Perigo de tropeço?), se beijar dentro de automóveis e andar de tamancos (hahahahaha! Isso é perigoso mesmo! Deveria proibir as plataformas, igualmente perigosas).

 

Algumas leis que entraram em vigor em agosto, pleno verão europeu, causaram surpresa e irritação nos italianos.

 

Em determinadas cidades, fica proibido circular com garrafas de vinho ou latas de cerveja na mão (em alguns lugares dos EUA também), andar sem camisa, soltar fogos de artifício em festas privadas exceto aos sábados entre as 20h30 às 23h (as exceções são tão mais divertidas!) e cortar grama aos finais de semana (bom, esta mulher obedeceu e foi presa…).

 

Nas turísticas Positano e Capri, usar tamancos pode dar multa de 50 euros (cerca de 120 reais), por causa do barulho que fazem (ah…. faz muito mais sentido! E eu achando que era uma questão de segurança! Tsc, tsc).

 

Circular em grupos de mais de duas pessoas nos parques públicos de Novara, no norte do país, depois das 23h30 pode dar até 500 euros de multa (cerca de R$ 1.200 reais). (hahahahahaha! Para mim, se fosse pelo bem da segurança, era melhor proibir que se andasse sozinho)

 

Em Veneza e Assis, terra natal de São Francisco, é proibido pedir esmolas (eles pagam multa, se pedirem? E pagam como?). Em Verona, os clientes de prostitutas podem ser multados em 500 euros, cerca de R$ 1.200 reais. (e elas? Nada?)

 

Estão proibidas em toda a Itália as massagens profissionais nas praias (adoro!!! Sempre achei estranho mesmo este povo que faz massagem na praia). Os massagistas podem levar multa de até mil euros (cerca de R$ 2.500) e o tradicional top less, muito apreciado pelas italianas, é vetado no litoral de Ravenna (aqui não dá multa, mas cadeia mesmo… ah! No carnaval pode, ta?).

 

O prefeito da cidade de Verona, Flavio Tosi, um dos mais ativos na promulgação de normas para garantir segurança e a “compostura”, multa também quem for pego andando sem camisa (já ta lá em cima) ou comendo e bebendo perto de monumentos (ele muito quer evitar aquelas mãos gordurosas nos monumentos).

 

Como mudam de cidade para cidade, as medidas impostas pelos prefeitos geram confusão nos italianos e nos milhões de turistas que freqüentam o país (mas nos causam muita diversão! Podem continuar, Srs. Prefeitos!).

Anúncios

Uma resposta to “A moda das leis bizarras”

  1. sem comentários pra essas leis…
    a gente reclama do Brasil, mas lá tá tudo tão perfeito, q o governo começa a criar lei absurda pra dizer q tá fazendo alguma coisa..só pode ser! hahahahahaha

    enfim..faltou o link pro post da mulher q cortou grama e foi presa..ahahah

    bjos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: