Feijão com Nutella
é tudo mentira!

Como não enlouquecer no trânsito (para motoristas)

 

Eu moro a 10km do meu trabalho. Poderia ser considerado perto, já que na maior parte do caminho estou na marginal pinheiros, em que o limite de velocidade é de 90km. Mas, em se tratando de São Paulo, 1km sequer pode ser muito longe, ainda mais se estiver na Vila Olímpia. E é exatamente lá que trabalho (digo lá e não aqui porque, afinal, eu sou uma pessoa ocupada que não pode desprender atenção a este tipo de narrativa no meio do horário de trabalho).

 

E o que fazer quando estamos sozinhos no carro? As dicas são para carros, por isso tirei o transporte coletivo… daí aproveitamos para fazer um outro com dicas para o busão… rs…

 

Por favor, colabore imaginando as cenas… assim ficará mais rico.

 

1. Coloque seu rádio na Antena 1 com o volume na altura de gente normal (porque, afinal, o que você ouve no rádio é assunto seu e não dos 10 carros próximos a ele). Espere até uma música conhecida. Passe perto de um ponto de ônibus lotado, abra as janelas e cante a música com todo o poder de seu diafragma.

 

2. Quando estiver parado no trânsito, olhe fixamente para pessoa ao lado. Quando ela perceber, sorria compulsivamente.

 

3. De tempos em tempos, dê uma buzinada simpática para o carro ao lado e acene para o motorista.

 

4. Em um sinal demorado, saia do carro e deposite nos espelhos dos carros próximos algumas balas com um papel com os dizeres: “Gasto demais com gasolina neste trânsito. Por favor, colabore comigo para que eu possa comprar um carro flex”.

 

5. Pare num posto para perguntar algum caminho. Durma no meio da explicação. Acorde como se nada tivesse acontecido e retome as coordenadas. Repita isso até o frentista se irritar.

 

6. Dirija com um cabresto na cabeça e coma feno durante o trajeto.

 

7. Use uma soleira e uma roupa de mariachi. Aproveite os sinais para distribuir tequila aos motoristas.

 

8. No semáforo, chame a atenção dos motoristas próximos e distribua um folheto escrito: “Curo dor de corno manso e aparo chifres – ligue: 6969-6070”. Sorria depois.

 

9. Dirija com um capacete na cabeça.

 

Gostou das nossas dicas?

 

Leia estas, estas, estas, estas, estas ou estas e viva plenamente!

Anúncios

5 Respostas to “Como não enlouquecer no trânsito (para motoristas)”

  1. tá, o primeiro não conta. deveria estar em “verdades que parecem mentira”. que eu me recorde, a minha mãe realmente fazia isso. não sei quanto à sua. você poderia ter incluído tambem buzinar de volta e dar tachuzinho quando outro motorista buzina pra vc porque vc fez alguma m… no trânsito.

  2. sim, sim, é verdade. eu me inspirei na minha mãe. em relação ao que disse, amenizei um pouco e coloquei o item 3… achei melhor não colocar a real, porque nos dias de hoje, fazer estas coisas pode dar óbito… as pessoas estão bem mais revoltadas e agressivas no trânsito.

  3. Essa é a família Robyn!!! Ê beleza!

  4. Ainda bem que vc não faz isso no meio do horário de trabalho… sua chefe e nem o RH iriam gostar disso!!!!

    kkkkk

    bjs

  5. […] para se comportar no metrô. Depois de um tempo, passamos ao transporte particular (seja ele seu carro ou seus pés), divagando sobre o comportamento no […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: